Centro de conhecimento
Guias e relatórios

Imperceptíveis e eficazes, pagamentos invisíveis contribuem para a experiência de compra

Quanto mais etapas no processo de compra, maiores as chances de desistência. Descubra como pagamentos invisíveis ajudam na conversão de vendas

25 maio, 2021
 ·  5 minutos
Imperceptíveis e eficazes, pagamentos invisíveis contribuem para a experiência de compra

Quanto mais etapas o cliente tiver que passar em um processo de compra, maior o seu cansaço e a sua chance de desistência. Os "pagamentos invisíveis" surgiram para tornar o último passo da jornada de compra – o pagamento – o mais fluido possível, deixando-o praticamente imperceptível.

É bem provável que você já tenha passado pela experiência de entrar em uma loja, escolher um item e, ao perceber o tamanho da fila para pagar, se questionar se vale enfrentá-la. O mesmo sentimento acontece ao adicionar um produto no carrinho em um ecommerce e ao realizar o pagamento se deparar com um processo demasiado longo, com diversos formulários e redirecionamento de páginas.

Em ambos os casos, a probabilidade de desistência da compra é muito alta. O tempo é um dos bens mais preciosos da atualidade e são poucas as pessoas que o utilizam para passar por processos burocráticos em meio a tantas opções disponíveis.

Pagamentos sem barreiras

Com os pagamentos invisíveis os entraves citados acima são inexistentes.Pagamentos invisíveis são aqueles em que o cliente passa pelo processo sem ter que executar nenhuma ação específica.

Vamos a um exemplo prático: você chama um Uber pelo seu smartphone, após um tempo ele chega, você entra no carro e após fazer todo o percurso o motorista lhe avisa que chegou ao destino, você desce do veículo e a corrida está concluída. Entre pegar o smartphone e sair do carro não houve uma etapa de pagamento, ele aconteceu de maneira automática, ou seja, foi um pagamento invisível.

Outro exemplo comum de pagamento invisível são os sistemas de assinatura. Spotify e Netflix são exemplos de pagamentos que muitas pessoas fazem com frequência sem precisar, de fato, realizar alguma ação específica.

A praticidade é o ponto chave desse tipo de pagamento. Imagine se fosse necessário entrar no site do Spotify todo mês para inserir os dados do cartão de crédito, endereço, ou gerar um boleto para pagamento. Provavelmente o número de assinantes seria muito menor. Na era da instantaneidade, poucos minutos preenchendo um formulário podem parecer horas para alguns usuários. Além disso, haveria também o risco do esquecimento. Graças a esse pagamento invisível, nada disso é preciso.

Varejo do futuro

Os meios de pagamento invisíveis estão disponíveis tanto no ecommerce quanto para compras físicas. Um dos exemplos mais característicos dos pagamentos invisíveis são as lojas conceito Amazon Go. Presentes nos Estados Unidos, as lojas Amazon Go são estabelecimentos sem funcionários, em que o cliente pode pegar o produto da prateleira e simplesmente sair da loja sem precisar realizar o pagamento no caixa.

Para isso, as lojas contam com centenas de sensores e câmeras que identificam os produtos e lançam na conta do cliente, que pode ser conferida em tempo real pelo smartphone. Vale ressaltar que essa tecnologia só é possível graças a integração da loja física e online.

No ecommerce, uma das alternativas mais comuns para os pagamentos invisíveis é a opção de compra com um clique.Como o próprio nome já diz, o processo de pagamento se resume apenas em clicar no botão de realizar pagamento e pronto, o sistema utiliza as informações já preenchidas em compras passadas, eliminando a necessidade de preenchimento de formulários, dados do cartão, etc. Para viabilizar isso, é fundamental que a empresa conquiste a confiança de seu cliente, para que ele salve os seus dados de pagamento na plataforma.

Outro meio que está se popularizando são os dispositivos inteligentes. Com equipamentos como assistentes virtuais e smartwatches é possível realizar pagamentos apenas com comandos de voz.

Integração online e off-line

Apesar de ser uma realidade um pouco distante no Brasil, as lojas como a Amazon Go mostram para onde está caminhando o varejo. O ponto principal desse insight é a necessidade de eliminar qualquer barreira entre ambientes online e físicos.

No Brasil, essa integração vem aumentando nos últimos anos. Um dos modelos baseados em unificação de ambientes online e físicos são as guideshops. As guideshops são lojas físicas com mostruário, mas sem estoque, nas quais os clientes avaliam os produtos pessoalmente e realizam a compra online, em totens ou tablets presentes na loja, e recebem em casa posteriormente. Algumas lojas também oferecem o caminho oposto: comprar pelo site e retirar/trocar na loja física. Isso só se torna possível quando o varejista tem em seu sistema uma integração total de estoque e pagamentos, independentemente do canal de compra.

Com a solução Unified Commerce, a Adyen já está preparada para esse futuro com ambientes integrados. A plataforma Unified Commerce é a evolução do omnichannel e atua na integração de todos os canais de venda, colocando o cliente no centro do planejamento estratégico.

Se você quer conhecer mais sobre as possibilidades e benefícios que o Unified Commerce traz para o seu varejo,clique aqui e confira.




Inscreva-se para receber nossa newsletter

Mande sua solicitação

Eu confirmo ter lido a Política de Privacidade da Adyen e concordo que meus dados sejam utilizados como descreve o documento.