Centro de conhecimento
Guias e relatórios

5 dicas para alavancar as vendas no food service

Prepare seu bar e restaurante para 2023: confira tendências e tecnologias para alavancar as vendas no próximo ano

9 dezembro, 2022
 ·  4 minutos
5 dicas para alavancar as vendas no food service

A pandemia da Covid-19 impactou todos os setores de serviço. Mas, talvez, o food service tenha sido o que sentiu as maiores dificuldades: em tempos de isolamento social, a experiência física em bares e restaurantes precisou ser suspensa, e o delivery ganhou protagonismo. Muitos empresários do setor tiveram que correr para implementar um serviço de entregas e pagamentos digitais, a fim de manter as vendas ativas e o negócio funcionando.

O que seria uma situação provisória tornou-se permanente. Mesmo com o retorno presencial aos restaurantes e bares, o delivery já mostrou que não sairá de cena.

ORelatório Setorial: Bares e Restaurantes 2021, realizado pela Euromonitor e encomendado pela Adyen, mostra que pedidos de delivery pela internet, telefone ou WhatsApp representaram mais de um terço da receita do setor.

É interessante notar que, no Brasil, o delivery cresceu e deve manter a sua relevância. Em 2016, ele representava apenas 12% do faturamento - em 2021, o número saltou para 36%. O estudo prevê que, em 2026, as vendas no salão se recuperarão, e o faturamento no delivery cairá para 30%, o que ainda é uma parcela significativa.

Mesmo com o crescimento nas entregas em domicílio, o Relatório Setorial destaca que o Brasil ficou apenas em 23° lugar, entre 62 mercados analisados, no percentual de pedidos processados online. Isso mostra que ainda há espaço para a digitalização de serviços tanto no delivery quanto no salão, com aplicativos e totens de autoatendimento.

Confira, abaixo, cinco dicas para alavancar as vendas no food service e fazer seu negócio crescer.

1. Mais flexibilidade nos pagamentos

Com as inovações do sistema financeiro e com o crescimento do delivery, os consumidores brasileiros passaram a demandar mais opções para pagar a conta. Pagamentos direto no aplicativo, Pix e vales juntaram-se aos cartões de débito e de crédito.

Vale destacar que o uso do dinheiro nos pedidos online caiu de 41% em 2020 para 36% no ano seguinte.

2. Programas de fidelidade

Os programas de fidelidade costumam ser muito populares no segmento de cartões de crédito, mas o food service vem ganhando espaço nesse quesito. Segundo o relatório da Euromonitor, o setor de bares e restaurantes foi o quarto com mais consumidores cadastrados em programas de fidelidade, com 26%, ficando atrás apenas de cartões de crédito, supermercados e farmácias.

É importanteintegrar o programa de fidelidadecom o pagamento mobile: essa estratégia facilita o engajamento dos clientes.

3. Fidelização no delivery e experiências no salão

O relatório da Euromonitor indica que, nos próximos anos, os consumidores irão menos aos restaurantes e bares. As visitas presenciais tendem a casar com ocasiões especiais - por isso, a experiência deve ser marcante, desde a reserva da mesa até o pagamento.

É importante notar que os brasileiros se destacam internacionalmente quando o tema é uso de celular: o dispositivo móvel é o canal mais utilizado para pesquisar sobre restaurantes (em 69% das vezes) e para fazer pedidos de comida pela internet (63%).

Empresários do setor de food service devem, portanto, sempre manter informações atualizadas em aplicativos, sites e mecanismos de busca, como cardápio, horário de funcionamento e, de possível, um sistema para reserva de mesas.

4. Operação consolidada em plataforma única

Os aplicativos de delivery chegaram com tudo - e, muitas vezes, um mesmo restaurante ou bar está presente em mais de um app. O Relatório Setorial 2021 mostra que 30% dos consumidores brasileiros usam mais de dois aplicativos.

Ter uma plataforma única é essencial para integrar lojas físicas e online, com cadastro de clientes, pagamentos e pedidos unificados.

5. Unificação de dados de clientes

Com a plataforma única, os empresários do ramo de alimentação podem ter os dados de todos os clientes em mãos - sejam eles consumidores no estabelecimento físico ou apenas no delivery.

Com essas informações, é possível entender os consumidores e melhorar a performance do bar ou restaurante, desde gestão de matéria-prima até preferências de horários de funcionamento, e tipo de consumo. Além disso, o estabelecimento pode identificar clientes assíduos e novos frequentadores para criar ofertas personalizadas.

Quer saber como implementar o Pix nos métodos de pagamento do seu negócio? Consulte um denossos especialistas.




Inscreva-se para receber nossa newsletter

Mande sua solicitação

Eu confirmo ter lido a Política de Privacidade da Adyen e concordo que meus dados sejam utilizados como descreve o documento.