Centro de conhecimento
Guias e relatórios

Como questionamentos e erros alavancam um negócio?

Durante o Adyen BigTalks que aconteceu na última quinta-feira, 23, em São Paulo, os convidados Guga Stocco e Joel Rennó Jr, questionam o status quo e validam o espaço para falhas.

28 agosto, 2018
 ·  2 minutos
Como questionamentos e erros alavancam um negócio?

O medo de cometer falhas pode impedir a criação de soluções inovadoras. Os convidados Guga Stocco e Joel Rennó Jr, CFO da OLX Brasil, falam sobre os desafios enfrentados por uma organização neste processo onde aceitar erros e reconhecer fracassos é um sinal aberto para a conquistas de resultados ímpares.

Mantendo o foco no core-business

Joel Rennó Jr dá o exemplo da OLX Brasil, que viu a tentação de fazer da empresa um grande marketplace, mas, ao apostar em seu core business, o mercado de classificados, conseguiu fazer com que seus 50 milhões de usuários mensais chegassem a navegar, em média, meia-hora por mês no site. Com um objetivo claro de comprar e vender, o site só perde em navegação para o Facebook no Brasil.

Para manter estes usuários ativos e engajados é preciso ter equilíbrio. Oferecer cada vez mais, mas sem exageros. Remarketing, por exemplo, está fora da lista de Rennó.

Ele acredita que a simplicidade do serviço C2C é o que torna a OLX Brasil "sexy" e é o que atrai investidores e proporciona a monetização do negócio por meio do B2C.

Redefinindo a relação entre consumidores e bancos

Guga Stocco compartilhou soluções para desafios enfrentadas ao fundar o primeiro banco 100% digital do Brasil. Falou da missão destas instituições financeiras em se aproximarem de seus clientes e gerar um elo de confiança entre eles e os seus serviços prestados.

Contou como foi superada a burocracia que causa aversão na maior parte do público-alvo, principalmente os mais jovens e que o grande sucesso do banco se deu quando propôs facilidades digitais, sem a necessidade de deslocamentos.

O público jovem foi o alvo central do Banco Original e a estratégia de atração incluiu comunicação por meio de redes sociais como Facebook e Instagram.

Jean Mies, Presidente da Adyen para a América Latina, concordou: "empoderar a equipe para permitir erros alavanca o processo, e é o caminho para inovação e gestão de empresas".




Inscreva-se para receber nossa newsletter

Mande sua solicitação

Eu confirmo ter lido a Política de Privacidade da Adyen e concordo que meus dados sejam utilizados como descreve o documento.