Como garantir transações financeiras mais seguras? Conheça o 3DS2 da Adyen

O protocolo de autenticação 3DS2 da Adyen quer fazer da compra uma experiência mais segura e fluida. Grandes players do mercado já utilizam essa tecnologia, obtendo taxas de conversão em torno de 80%

Quando pensamos em pagar com cartão usando chip e senha, nem lembramos que isso é uma forma de autenticação. Essa é uma das maneiras mais seguras de autenticar no mundo físico. Porém, existem diversos protocolos de autenticação, principalmente como opções para o ecommerce, como verificação em duas etapas e autenticação por carteiras digitais, mas nenhuma delas consegue ser tão eficiente e segura, tanto para consumidores quanto varejistas, quanto o 3DS2.

Você deve conhecer alguém que já caiu em algum golpe como o do boleto falso, clonagem de contas de aplicativos de mensagens, clonagem do seus cartões, e-mail de atualização de cadastro que rouba dados, entre outros.

Essa lista reflete um dado crescente: segundo levantamento do Indicador de Tentativas de Fraudes da Serasa Experian, o número de golpes aplicados no primeiro trimestre de 2022 chegou a mais de 1 milhão. Só em maio, o indicador aponta mais de 300 mil fraudes, com o segmento de bancos e cartões sendo o principal alvo, com 53,3% das tentativas.

Então, o que é o 3DS2?

O nome é uma abreviação para 3D Secure 2.0, sendo uma evolução da sua primeira versão (o 3DS1), o que traz uma experiência de compra mais dinâmica e segura. Trata-se de um novo protocolo de autenticação para transações online, que permite aos bancos verificarem se quem está fazendo a compra é realmente o portador do cartão.

Na Adyen, a tecnologia 3DS2 oferece ao comerciante duas formas de integração com a plataforma do banco, via API (Application Programming Interface) e SDK (Software Development Kit). Ambas auxiliam a comunicação entre operadoras e bancos, fazendo uma leitura da transação financeira ainda mais confiável.

Outras inovações do 3DS2 são os envios de códigos de confirmação por SMS, confirmação de transação no aplicativo do banco e diversos outros tipos de autenticação. “Além de Mastercard e Visa, oferecemos essa autenticação para transações com cartões AMEX e Elo, algo que nem todas as adquirentes fazem”, destaca Luiza Silva, gerente de produto da Adyen.

O 3DS2 na prática

O mundo virtual se tornou um terreno fértil para golpistas, e as operadoras de cartão precisam desenvolver soluções para manter as transações seguras. No caso do 3DS2, após a confirmação da compra (com preenchimento dos dados do cartão de crédito ou débito), o processador de pagamentos pode utilizar até 100 informações, desde o número de cartão, localização até o endereço IP, o que garante uma transação mais segura.

Com todos esses dados analisados em questões de segundos, o banco pode autorizar a compra (se não interpretar como fraude), enviar um “challenge”, que seria um código via SMS ou iToken para confirmação, ou até uma autenticação por reconhecimento facial (face-id) ou digital (touch-id).

3DS2 e as vantagens para o comerciante

Você não precisa entender de programação, front-end e back-end dentre outros termos complicados para saber que transações financeiras, principalmente em cartões, precisam ser seguras. Para os varejistas, as principais vantagens deste protocolo de segurança estão nas taxas de autorização maiores, fazendo com que as transações passem por uma análise de risco mais aprofundada.

A gerente de produto da Adyen pontua outro benefício do 3DS2, que é o liability shift. Ele é uma proteção a mais para estabelecimentos quando possuem uma transação autenticada no protocolo. “Nestes casos, a responsabilidade do estorno, em caso de uma transação fraudulenta, vai para o emissor, o que gera benefício financeiro na operação do varejista”, afirma Luiza.

Além disso, uma grande parte das transações no Ecommerce não são autorizadas por suspeita de fraude ou porque o banco identifica algum risco na transação. Porém, quando uma transação está autenticada pelo próprio banco, a taxa média de autorização dessas transações pode chegar a 95%, sendo recusadas somente por falta de saldo ou dados incorretos.

E para os consumidores?

Uma das reclamações mais comuns em compras online são as telas (pop-ups) ou redirecionamento repentino para a página do banco, exigindo o login e senha do aplicativo em outra página. Essa experiência chega a fazer com que 75% dos compradores abandonem o processo no meio, pois acham que estão no meio de algum golpe. O 3DS2 acaba com essa quebra, proporcionando ao cliente uma compra mais consistente, pois não possui um redirecionamento.

Além disso, o 3DS2 permite compras online via débito, um cenário preenchido com apenas 15% das compras por e-commerce. Para se ter uma ideia, segundo dados do Banco Central, em 2018, dos R$578 bilhões movimentados em débito, apenas R$28 bilhões foram através de transações online. Então, com o uso do protocolo de autenticação é possível desbloquear e atrair o comprador que utiliza somente débito nas suas compras.

E onde o 3DS2 é utilizado?

Luiza Silva explica que nas transações em débito já é obrigatória a utilização desse protocolo, mas o 3DS2 pode ser usado também para cartões de crédito em compras online, para obter os benefícios mencionados acima. Nos produtos da Adyen, o 3DS2 já integra a solução de comércio unificado nos produtos Checkout e Pay by Link.

Outro dado interessante é o que diz respeito ao comparativo de conversões de vendas. 

“Em números gerais, temos varejos que antes tinham uma conversão de 60% e, com o 3DS2, alcançaram uma conversão de 80%, após autenticação e autorização”

Luiza Silva gerente de produto da Adyen

Mas ela ressalta que esses números podem variar de acordo com o tipo e modelo de negócio, bem como as regras configuradas.

Quem já utiliza o 3DS2?

É bem provável que você já tenha tido uma transação financeira autorizada pelo protocolo de autenticação 3DS2 e nem saiba. A RecargaPay é uma das maiores fintechs de pagamentos mobile do Brasil e já utiliza a Adyen como sua processadora de pagamentos desde 2018.

Conhecida globalmente como um dos primeiros serviços de motoristas por aplicativos, a Uber escolheu a Adyen como sua fornecedora de soluções para autenticação 3DS2. Segundo comunicado, a empresa viu uma necessidade dos clientes, de terem mais segurança nos pagamentos das corridas e optou pela Adyen por conta da fácil implementação e da nossa expertise.

Um dos maiores e-commerce de moda da América Latina, a Dafiti já utiliza o protocolo de segurança 3DS2 desde outubro de 2019. A empresa fez essa integração por ver que o mercado de débito online ainda é pouco explorado.

Quer seu ecommerce mais seguro?

Converse com um dos nossos especialistas

Fale conosco

Inscreva-se para receber nossa newsletter

Concordo que a Adyen me envie newsletters com atualizações sobre a empresa e o setor de pagamentos, parceiros e clientes, produtos e serviços, e novos recursos e lançamentos. Ao enviar este formulário, reconheço ter lido os termos da Declaração de Privacidade  e autorizo a utilização dos dados de acordo com as regras ali estabelecidas.


Are you looking for test card numbers?

Would you like to contact support?