Arrasando na Black Friday: Pagamentos e conversão

“Na Black Friday, você quer processar pagamentos ou vender mais? Acredite, existe uma grande diferença entre os dois."

Por: Pedro Cardoso, Head de Adquirência e Parcerias Estratégicas da Adyen

Na Black Friday, você quer processar pagamentos ou vender mais? Acredite, existe uma grande diferença entre os dois. No primeiro caso, você conta com um processador que fará com que as informações de checkout de seu cliente sejam transmitidas. No segundo, você tem um parceiro assegurando que cada transação será tratada de maneira a garantir sua aprovação e converter mais.

Isto é particularmente importante em um momento de aumento de vendas como a Black Friday, quando crescem algumas barreiras para a conversão, entre elas, indisponibilidade de adquirentes ou bancos emissores e nível de autorizações.

Felizmente, é possível evitar muitos deste problemas, com soluções como:

Pagamentos otimizados para dispositivos móveis

O consumidor digital tem optado com maior frequência por comprar em dispositivos móveis e ele quer um checkout in-app simples, sem barreiras. Para conquistar e fidelizar o novo consumidor é preciso oferecer uma experiência inovadora, que ele não encontrará em nenhum outro ambiente senão em seu aplicativo ou site móvel. Assim, torne a experiência confiável com recursos de segurança, como tokenização; e surpreendente com métodos alternativos, como Pagar com Google.

Retentativas inteligentes

Transações falham por diversas razões técnicas e não-técnicas e parte delas pode ser recuperada por meio de retentativas. Por isso, é importante realizar retentativas dinâmicas e seletivas baseadas em dados sobre a razão das recusas; como dados incorretos, saldo insuficiente ou se foram problemas técnicos.

“É interessante olhar para o investimento em tecnologias avançadas em pagamentos além da Black Friday.”

Pagamentos descomplicados

Imagine um comprador que escolheu dois produtos, os colocou no carrinho, mas na hora do checkout desistiu de um deles. Pode ser que horas depois ele se arrependa e volte ao seu site porque decidiu levar. Se ele tiver que preencher novamente todos os seus dados para poder levar um produto em uma compra por impulso, pode acabar desistindo. A saída é oferecer a opção de armazenamento de dados com total segurança para todas as compras futuras.

Estas ferramentas garantem a aprovação das compras certas, mas também podem ser parte da sua estratégia para atrair novos consumidores e estimular vendas. Além disso, é interessante olhar para o investimento em tecnologias avançadas além da Black Friday, pois eliminar os atritos do seu checkout não apenas alavanca vendas, mas é a porta de entrada para que este consumidor volte mais vezes ao seu site. O contrário também é válido: não há nada mais frustrante para o caçador de ofertas do que não conseguir finalizar a compra de algo que ele esperou o ano todo para adquirir a um preço mais acessível. As chances de que ele não volte mais são grandes.

Pensar o momento do pagamento como apenas uma etapa não é mais condizente com a experiência que o seu consumidor busca hoje em um e-commerce, nesta data ou no resto do ano. Ele quer disponibilidade, segurança e, acima de tudo, ser surpreendido.

Pedro é o responsável pelo desenvolvimento de funcionalidades avançadas da plataforma como o Account Updater e o débito recorrente sem autenticação.

Gostou do texto? Baixe nosso e-book "Black Friday: um guia para arrasar"