Domino's Pizza: 10% mais autorização com tecnologia de gestão de risco inteligente

Com o crescimento de 80% nas compras online durante a quarentena, a Domino's Pizza criou, junto à Adyen, estratégias customizadas de gestão de risco de acordo com o perfil das diferentes unidades

Como criar uma estratégia de gestão de risco que seja eficiente para mais de 300 lojas próprias e franqueadas? Este foi o desafio que a Domino's Pizza, a maior rede de pizzarias do mundo, encarou quando as vendas online cresceram 82,5% no início da quarentena.

Junto à maior demanda digital, chegaram também preocupações com a segurança das transações. Nada mais natural, afinal um brasileiro é vítima de tentativas de fraude online a cada 16 segundos. Contudo, regras muito rígidas podem também levar a um bloqueio infundado de consumidores legítimos - o que acontece com 2,5% de todas as transações digitais declinadas. Como então encontrar o equilíbrio certo?

"Era um desafio, pois cada loja opera com autonomia e tem taxas diferentes de tentativas de fraude, com base em região, perfil de consumo e porcentagem de vendas online", conta Gabriel Guioto, CFO da Domino's Pizza Brasil. Desafio esse que a Adyen, parceira da Domino's desde 2019, encarou junto com a rede.

Gestão de risco inteligente

A nossa ferramenta de gerenciamento de risco, chamada RevenueProtectRevenueProtect, utiliza machine learning e inteligência de dados para avaliar mais de 100 informações sobre uma transação, como localização, email, ticket médio, dados do cartão, produtos no carrinho de compra e histórico do usuário. Esses dados são criptografados e protegidos para uso exclusivo da ferramenta antifraude.

Essas características são usadas na criação do que chamamos de "perfil de risco". Funciona assim: cada item recebe uma pontuação de acordo com o risco de fraude que representa. Uma loja que costuma vender para determinada região, por exemplo, pode determinar que compras realizadas a partir de outras partes da cidade tenham uma pontuação maior, correspondendo a um maior risco.

Esses perfis de risco, criados de forma customizada para cada negócio, então são utilizados para detectar ameaças de forma mais assertiva.

Dados, dados e mais dados

Mas para que o algoritmo antifraude entendesse o comportamento dos clientes da Domino's (e dos fraudadores), era preciso muni-lo com o histórico de pagamentos da empresa processado pela Adyen desde o início da parceria. 

A análise dessas informações gerou a inteligência necessária para otimizar os perfis de risco e aprovar mais transações, sem prejudicar a segurança.

Foi descoberto, por exemplo, que as unidades Domino's podiam ser separadas em dois grupos: as com um perfil de risco padrão, e as que tinham um perfil de risco alto. A partir dessa constatação, a estratégia antifraude foi adaptada.

O novo plano visava trabalhar de modo mais conservador com as lojas que encaram mais tentativas de fraude, mitigando o risco de chargeback - contestação de compras pelo consumidor que devem ser ressarcidas pelos varejistas. Por outro lado, também era preciso dar mais flexibilidade a unidades com performance estável, diminuindo o número de compras legítimas recusadas como suspeitas de fraude.

"Diminuímos em 17% as regras de risco impostas para as lojas com perfil de risco padrão, que bloqueavam compras legítimas por receio de tentativas de fraude. Como resultado, o volume aprovado aumentou sem prejudicar a segurança do franqueado e dos consumidores", explica Cássia Pinheiro, Head de Risco e Compliance da Adyen para a América Latina.

Mesmo depois dessa implementação, a ferramenta de machine learning continua avaliando se os padrões ainda fazem sentido ou se devem ser revisados para levar em conta novos perfis de risco. Foi o que aconteceu em maio, quando um novo perfil voltado a unidades de baixo risco foi criado, visando expandir ainda mais o volume de aprovações.

A estratégia deu certo: a Domino's viu um crescimento geral de 10% no número de transações autorizadas, sem aumento nas taxas de fraude e chargeback.

"A preocupação da Domino's é sempre oferecer a melhor experiência para nossos clientes e isso inclui segurança no momento de comprar online. Com o apoio da Adyen na inteligência de dados e customização das regras de aprovação em cada uma das nossas 300 lojas, sabemos que deixamos os consumidores seguros ao mesmo tempo em que otimizamos a operação", afirma Gabriel Guioto, CFO da Domino's.


Inscreva-se para receber nossa newsletter

Concordo que a Adyen me envie newsletters com atualizações sobre a empresa e o setor de pagamentos, parceiros e clientes, produtos e serviços, e novos recursos e lançamentos. Ao enviar este formulário, reconheço ter lido os termos da Declaração de Privacidade  e autorizo a utilização dos dados de acordo com as regras ali estabelecidas.


Are you looking for test card numbers?

Would you like to contact support?