5 razões para adotar a tokenização de pagamentos já

A tecnologia que protege os dados sensíveis do cliente é a dica para varejistas que queiram proporcionar a melhor experiência de compra com o mais alto padrão de segurança.

Não faltam pesquisas para mostrar que o consumidor brasileiro já abraçou o varejo virtual: ecommerces cresceram 12% no país no ano passado, enquanto a Adyen viu um aumento de 50% da utilização de carteiras digitais em apenas três meses. Essa adoção vem, contudo, acompanhada de preocupações com a segurança pela parte dos usuários, especialmente depois de episódios recentes de invasões e vazamentos de informações sigilosas.

Uma pesquisa recente indicou que roubo de hackers é a principal preocupação daqueles que utilizam ewallets. Esses consumidores estão também mais informados, à procura de soluções seguras para as suas compras: a tokenização foi assunto de uma audiência de 11 milhões de pessoas nas mídias sociais no ano passado, de acordo com o estudo Mastercard Digital Payments.

A análise revelou ainda que a tecnologia de segurança digital, ao lado de alternativas como biometria e blockchain, dominaram 13% das conversas sobre pagamentos.

Afinal, o que é tokenização?

Um token, como define o glossário sobre pagamentos da Adyen, “serve para representar um cartão de crédito ou cartão de débito com total segurança”. Em outras palavras, trata-se de um código alfanumérico único, gerado em tempo real por algoritmos para substituir informações sensíveis que transitam pela rede de pagamentos, como nome, número do cartão e conta bancária.

Mas por que essa tecnologia é valiosa para proteger pagamentos online? Explicamos tudo abaixo.

1) Transações à prova de hackers

A tokenização garante a proteção de dados em trânsito, mas também daqueles que já estão armazenados. Enquanto as informações originais ficam guardadas em segurança fora da nuvem, acessíveis apenas a um seleto grupo de pessoas autorizadas, é o token que circula ao longo da cadeia de pagamentos.

Isso quer dizer que mesmo em caso de eventuais falhas no sistema de segurança, a informação que estará vulnerável será a sequência numérica aparentemente aleatória do token, e não os dados originais do cliente.

LEIA TAMBÉM: Criptografia: o segredo para proteger seus pagamentos online

2. Segurança para carteiras digitais

Vistas como o próximo passo dos pagamentos mobile, as ewallets usam a tecnologia de tokenização para salvar os dados do cartão do consumidor com segurança. Assim, o usuário não precisa inseri-los novamente a cada compra, nem digitar senhas para validar a transação.

Varejistas “mobile first” que queiram abraçar novas tendências precisam de uma plataforma de pagamentos pronta para carteiras digitais como Samsung Pay, Google Pay ou Apple Pay. O que ganham em troca? Menos chargebacks e mais conversões.

LEIA TAMBÉM: Evino: ewallets já representam 7% das vendas

3. Pagamentos recorrentes sem transtornos

É comum que o cartão de crédito ou débito expire, seja perdido ou até mesmo roubado – é o que acontece com 6% dos cartões todos os meses. Para empresas que adotaram o modelo de pagamentos recorrentes, lidar com esses imprevistos é um dos principais desafios para garantir uma boa experiência ao cliente e a consistência da receita do negócio.

Ferramentas como nosso Real Time Account Updater solicitam os dados dos consumidores às bandeiras e os mantêm atualizados constantemente,  permitindo às empresas recuperar cerca de 10% das transações invalidadas por recusa do cartão. E, se seu negócio possui a tokenização da Adyen, nenhuma integração adicional é necessária.

LEIA TAMBÉM: Como pagamentos podem impactar o churn rate de serviços por assinatura

4. Checkout ágil e maior fidelização

A tokenização é uma tecnologia estratégica para qualquer ecommerce que queira criar uma experiência de compra ágil e prática para seu cliente. Com o armazenamento seguro dos dados, transações podem ser realizadas em apenas um clique, conveniência que leva a mais compras e, consequentemente, a mais dados sobre o consumidor.

Uma análise inteligente dessas informações permite ainda ao comerciante criar a ofertas personalizadas e programas de fidelidade, sugeridos no momento certo comprador. A estratégia faz parte do conceito de Unified Commerce, a mais nova e principal tendência do varejo.

5. Conformidade com as  melhores práticas

A segurança dos dados de clientes não é preocupação apenas de varejistas, bancos e processadores de pagamento. O assunto despertou também a atenção dos reguladores e o uso de tokenização se tornou uma prática recomendada pelo PCI DSS (Data Security Standard), principal padrão de segurança do setor de pagamentos.

A tecnologia da tokenização é aposta certa para varejistas que queiram proporcionar a melhor experiência de compra ao cliente, mantendo sempre o mais alto padrão de segurança possível.

Quer saber mais sobre as soluções de tokenização da Adyen para ecommerce? É só entrar em contato com a gente.

Are you looking for test card numbers?

Would you like to contact support?

Start searching the Adyen blog...

 Blog